Governador do RS Avalia Possibilidade de Retomar o Futebol Com Portões Fechados

0
89

Uma luz no fim do túnel. O governador do Rio Grande do Sul (RS), Eduardo Leite, admitiu que deverá avaliar nos próximos dias a possibilidade de liberar jogos de futebol, mas com portões fechados. Esse anúncio foi feito durante entrevista com a Rádio Grenal, de Porto Alegre. “O possível retorno do futebol foi um dos assuntos abordados pelo governador do RS, Eduardo Leite, nesta quarta-feira (22/04).

Governador do RS Avalia Possibilidade de Retomar o Futebol Com Portões Fechados
Governador do RS Avalia Possibilidade de Retomar o Futebol Com Portões Fechados

Durante seu pronunciamento diário, Leite comentou que pelo fator de aglomeração de pessoas, os jogos de futebol devem ser os últimos eventos a serem liberados. Contudo, será avaliado nos próximos dias, a possibilidade da volta, especialmente, do Gauchão, a partir do plano de distanciamento controlado, que vendo sendo planejado pelo Governo.

“Não há uma previsão. O que observamos é que eventos que aglomeram pessoas devem ser os últimos a serem liberados. Eventualmente o que poderá ser debatido, e o presidente da Federação (Luciano Hocsman) tem buscado informações e condições de estabelecer o fim do campeonato.

Pode-se buscar o fim do campeonato com portões fechados, que é uma condição diferente do que aglomerar pessoas na torcida. Isso deverá ser alvo de discussão nos próximos dias, nas próximas semanas, para podermos ter uma resposta junto a esse modelo de distanciamento controlado, que pode entrar em vigor a partir do início de maio”, respondeu Leite ao questionamento encaminhado pela reportagem da Rádio Grenal.”

Os clubes que estão na disputa do Campeonato Gaúcho tiveram uma nova reunião com o presidente Luciano Hocsman, via videoconferência, para deliberar sobre alguns dos procedimentos quando o futebol voltar. Ainda não há uma data estabelecida, mas o próximo mês de maio pode vislumbrar um cenário de retorno.

O Rio Grande do Sul soma 923 casos confirmados e 27 óbitos pelo coronavírus.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui